Tapeçarias,Tapetes, Carpetes e bordados em S.M.Feira

Somos uma Empresa de Tapeçarias de Alta Qualidade e Personalizadas situada em S. Paio de Oleiros, Concelho de Santa Maria da Feira.

Temos igualmente ao vosso dispor um Armazém em Ovar. Há mais de 45 anos no mercado das Tapeçarias, somos já uma referência de Qualidade e Diversidade de produtos.

Utilizamos as melhores Tecnologias Disponíveis para fabricarmos os nossos produtos, com uma excelente Qualidade de forma a satisfazermos as mais variadas necessidades dos nossos Clientes! Somos uma Empresa em constante evolução, pois temos como filosofia desenvolver e inovar novos produtos e técnicas, no sentido de um constante melhoramento dos nossos produtos!

Visite o nosso site, onde encontrará os nossos Catálogos e Fichas Técnicas com todos os nossos produtos e as Novidades que vamos lançando no mercado. Teremos igualmente todo o prazer em vos receber numa das nossas instalações

– VISITE-NOS!

Produtos e Serviços

Aqui pode encontrar a Melhor Tapeçaria:               

- Bordados Manuais

- Capachos

- Chenille Manuais

- Tapetes Infantis

- Nodados

- Peles Naturais

- Shaggys Manuais e Mecânicos

- Acrilicos

- Tufados

- Viscose

- Passadeira Taba

- Tatetes WC

- Frissé

- Heatset

- Flat Weave


Contactos

facebook
Morada:

Rua do Ateneu
4536-907 S. Paio de Oleiros

Região:

Grande Porto

E-mail:

apoioaocliente@netsearch.pt

Horário:

8h ás 19h

Encerramento:

Domingo

Website:

http://www.netsearch.pt


Envie a sua mensagem

Bava e Granadeiro arguidos na Operação Marquês
A informação está a ser avançada pela SIC Notícias. Os antigos gestores da Portugal Telecom passam a arguidos na operação que envolve José Sócrates.
Quer conhecer as ordens secretas de Trump? Virgolino Faneca revela-as
Virgolino Fanecca revela o teor de 12 ordens executivas assinadas por Donald Trump que se perderam entre a chuva dourada e mediática de outras, aparentemente mais relevantes. Um erro de avaliação, como se pode constatar.
Contas públicas começam ano com excedente de 625 milhões
No primeiro mês de 2017, as contas públicas portuguesas voltaram a registar um excedente orçamental. Um valor que, no entanto, representa um recuo de 397 milhões de euros face ao mesmo mês de 2016, justificado com a estabilização da despesa e uma queda substancial da receita.